domingo, 30 de maio de 2010

Momento

Não seja impaciente naqueles dias em que se sentir titubeante e inseguro. Lembre-se que haverá o momento certo de avançar, firme e cheio de coragem. Espere!


Não fique se debatendo quando todos os seus sonhos parecerem estar aprisionados numa torre demasiadamente alta. Chegará o momento em que ela acabará cedendo, como que por encanto, e você poderá abraçar mais uma vez a sua própria amplidão. Aguarde!


Não caia em desespero quando os seus sentimentos e pensamentos parecerem estar cobertos por uma névoa e confusos, gerando inquietação e dificuldade até para realizar as coisas mais simples. Certamente haverá o momento para você retome sua própria lucidez. Confie!


Não se revolte quando parecer faltar até mesmo um ideal, um objetivo, uma meta pela qual lutar. Chegará o momento em que você verá, com bastante clareza, o novo caminho a seguir. Acredite!


Não se sinta aflito quando parecer incapacitado de interagir ou de participar da grande correnteza da vida. Chegará o momento para você se entregar todo, e dar o seu melhor na alegria da interação e do compartilhamento. Relaxe!


Não se torture quando as circunstâncias estiverem confusas, lhe obrigando a ficar em cima do muro. Chegará o momento em que você poderá descer, crescer e se enriquecer no desafio da descoberta. Tranquilize-se!


Ao final, você saberá que mesmo aos trancos e barrancos, viveu intensamente e não foi apenas um mero espectador da existência. Descobrirá que as crises serviram apenas como meros rascunhos dos fatos que hoje compõem o livro da sua vida.

2 comentários:

  1. Uai moço, esse trem tá parado demais!

    ResponderExcluir
  2. Gostei daqui!
    passe por lá... donbrancapoetisa.blogspot.com

    ResponderExcluir